Sonhando ou acordado?

quinta-feira, junho 24, 2010 3 comentários
Por SJM,

Certo dia você levanta, vai ao banheiro e lava o rosto. Toma café, mas nota um certo silêncio perturbador. Olha pela janela e se sente estranho ao constatar que as ruas estão vazias. Liga a TV já no canal de costume, está fora do ar. Troca, e os outros também, todos. Você se sente ainda mais estranho, vai até o quarto de algum familiar e vê que ela ainda dorme. Vai ao outro e também. Todos dormem. Intrigado, você decide acordar alguém e então percebe que eles não acordam. Nesta hora, já muito nervoso, já se deu conta de que algo está muito errado, muito mesmo. Você procura manter a calma, decide procurar ajuda pois seus familiares não despertam. Telefone! Você decide usar o telefone mas é em vão, está mudo.

Você tenta manter o controle, mas já está quase em pânico, sai na rua e invade a casa dos vizinhos. Todos, todos dormindo.

Você não aguenta, para você tudo aquilo é um sonho, você deseja acordar. Em vão.
Você volta para sua casa, para seu quarto, sua cama, e dorme também.

Isto é real, outros já passaram por isto mas de forma gradual para evitar este choque. Alguns demoraram décadas para acordar completamente e assim percebiam que seus iguais continuavam a dormir. Outros também iam acordando devagar, eram apenas alguns em um milhão. Buscam a companhia um dos outros que também vão despertando, buscando respostas: ”o que acontece?!”, “por que acordei?!”, “por que dormia?!”, “por que os outros não acordam?!”

Obtendo parte das respostas, passavam a trabalhar para que outros acordassem também.

Quem dorme não vê quem está acordado.
Falam dormindo.
Para eles, todos dormem.

Publicado no blog Sub.vertente

3 comentários:

  • Lisa Alves disse...

    E quem vive acordado busca anestesicos para conseguir também dormir ou apenas para suportar a dura realidade de conviver com tanta gente dormindo.

    Cara, esse conto levou-me a Saramago. Triste essa perda na literatura fantastica.

Postar um comentário

Followers

 

©Copyright 2011 Sinestesia Cultural | TNB