Carta para PIAUÍ_46

sexta-feira, julho 30, 2010 2 comentários

Olá caros amigos do Sinestesia.
Neste mês de Julho de 2010, foi publicada uma carta de minha autoria na revista PIAUÍ_46

.

A PIAUÍ é uma revista que faz um jornalismo literário, com muitos textos anônimos e, por muitas vezes, conta histórias reais de maneira tão natural que parecem ficcionais. Sou um leitor e admirador do trabalho desses jornalistas, pois atualmente, e infelizmente, o acesso a uma mídia que não seja sensacionalista e/ou tendenciosa é limitado a uma pequena parte da população brasileira. Veículos virtuais, como este blog, são as opções que se tem para os que desejam buscar textos ou fatos de maneira menos manipulada. Portanto, decidi postar aqui também a minha carta, pois ela tem tudo a ver com a nossa proposta. Aí vai.

PELA VOLTA DO CONCURSO LITERÁRIO

Tempos atrás, quando descobri a revista, descobri também aquele cantinho no final de cada edição, próximo às Cartas, onde textos literários de leitores-escritores eram publicados todos os meses. Achava superbacana aquele espaço democrático num veículo sério de comunicação, num época em que se torna cada vez mais difícil ser original.
Eu sou um escritor. Publico meus textos em blogs na internet. Vi naquele espaço uma ótima ferramenta para divulgar o talento de pessoas que estão caminhando numa estrada paralela à da "literatura social", aquela que é feita de tapas nas costas e indicação amiga. A literatura, hoje, perdeu um pouco do seu status artístico, mas bons poetas estão soltos pelo mundo, vagando em poemas imaginários enquanto despacham relatórios de trabalhos burocráticos. Ou enquanto atendem pacientes, consertam computadores ou vendem promoções ao telefone, falando em gerúndios sistemáticos, errantes e pragmáticos. O meu objetivo é apostar e incentivar esses autores e, com isso, desmantelar as rodas literárias caducas.

Affonso Henrique N. de Souza/Peter Zoster_Seropédica/RJ

2 comentários:

  • Lisa Alves disse...

    Peter a Piauí é uma excelente revista, tenho alguns exemplares dela e fico sinceramente feliz de saber que você deixou sua marca lá. Jornalismo literário no Brasil é uma vertente complicada, o povo acostumou-se com os noticiários semsacionalistas e essas poucas joias brasileiras como a Piauí, devem ser divulgadas por nós admiradores e amantes das letras.

  • Cacá disse...

    A internet nos oferece essa possibilidade fantástica. Pouco a pouco vamos nos desvencilhando e descartando essa imprensa de resultados (para poucos). É preciso divulgar mais. Muito bom conhecer esta revista. Há uma outra também de Minas, chamada RADAR. Abraços.Paz e bem.

Postar um comentário

Followers

 

©Copyright 2011 Sinestesia Cultural | TNB